15/05/2016

Review | Dark House (Série Experimente o Terror #1)

Mais um dos casos de: " Comprei achando que era um livro solo, mas na verdade era uma serie".

República. Umas duas horas da tarde se me recordo bem. Estava lá, passeando com minha família quanto me deparo com uma placa: " Livros por R$ 15,00.". Entre os vários títulos expostos, Dark House me chamou a atenção pela capa e por ser do gênero de terror e como não havia nenhuma especificação de continuação, acabou sendo meu escolhido.

Fazia muito tempo que eu não lia um livro completamente no "escuro", sem saber absolutamente nada sobre a história ou a autora, sem ler nenhuma resenha. E creio que por conta disso, a experiência de ler este livro foi bem mais interessante.


Dark House é narrado por Perry Palomino, uma garota de 22 anos que está no auge de sua crise de existência. Logo de cara pode-se perceber que a vida de Perry não foi nada fácil, além de usar drogas pesadas na adolescência, a constante comparação com a irmã mais nova e a sua baixa autoestima, ela ainda tem que lidar com os estranhos pesadelos que a assombram a noite. Perry se sente infeliz em seu emprego, e em como sua vida está e consigo mesma. Mas tudo isso muda quando ela e sua irmã, Ada, vão para a casa de seu tio.

Lá, Perry se depara com um dos cenários de seus pesadelos, o velho farol abandonado. É nessa parte que o primeiro "contato paranormal" acontece. É nesse momento também que conhecemos outro personagem, Dex Foray, um "cameraman" de 32 anos (se não me falha a memória) que está à procura de um novo webcast. Pode se dizer que Dex é um "anti-herói". Tem horas que ele é super compreensivo, tem horas que ele é um verdade babaca.

A história começa a tomar forma depois desse encontro.


Devidamente ambientados na história, agora é hora de eu dar minha opinião.

Uma coisa importante para lembrar se você quiser ler este livro é que, NÃO há romance algum. Apesar de se tratar de um casal, e de Perry ter se apaixonado pelo Dex, o foco do livro passa longe do tema. Perry e Dex são dois opostos, ela é uma garota comum (apesar de todos os problemas), já ele é aquele cara descolado, "aventureiro", que está sempre na ativa. Esse paradoxo é o que torna a relação entre eles tão intrigante, as oscilações de humor, de atitudes, os altos e baixos que os dois passam fez minha mente explodir. Perry é aquela personagem que você se identifica logo de cara, ao contrário de Dex, que eu ainda não decidi se gosto ou não.

Particularmente não achei que dá medo, mas a autora conseguiu manter o clima de tensão e suspense no decorrer livro inteiro. Uma coisa interessante, é que chega um ponto da história que você não sabe se o que a Perry está sentindo, se o que está acontecendo com ela, é real ou não. Essa dúvida me acompanhou até o final.


A escrita de Karina Halle é muito gostosa de se ler. A autora consegue criar personagens super complexos, ao mesmo tempo que mistura uma linguagem mais "formal" com a linguagem (ouso dizer) de fanfics. Esteticamente falando, o livro é muito bonito, a diagramação e a páginas amareladas tornam a leitura super confortável. Porém, indo em contradição com que eu acabei de escrever, demorei um pouco para acabar a leitura, que só começou a fluir de verdade a partir da página 200, não sei bem ao certo o porque. Deixo aqui também registrado minha eterna repulsa pela mãe de Perry, e minha vontade que crescia a cada diálogo de bater em sua irmã Ada. 

No geral, foi um livro que me agradou muito, principalmente porque em diversas situações me identifiquei muito com os pensamentos de Perry. É aquela história que vai tomando proporções cada vez maiores com o passar das páginas, que te deixa curiosa mas ao mesmo tempo receosa. Apesar de ter nove livros (sim galera, NOVE FUCKING LIVROS), sendo que o segundo Red Fox já foi lançado aqui no Brasil, não pretendo continuar a serie. Pelo menos não por enquanto.


É isso galera. Espero que tenham gostado da resenha e qualquer dica é super bem vinda. Queria aproveitar e pedir desculpas pelo chá de sumiço (⁄ ⁄•⁄ω⁄•⁄ ⁄), final de semestre é sempre uma correria na faculdade.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo