08/02/2017

Trilha Sonora . JANEIRO

Nunca é tarde para falar sobre música.


Quem é vivo sempre aparece, né não? Janeiro já acabou faz um tempo e como a Cah disse no post anterior, não foi um mês marcante, mas música é para mim algo sempre relevante e queria muito compartilhar o que estava no meu fone neste último mês. 

Uma das minhas maiores surpresas desse início de mês foi o álbum The Wave do Tom Chaplin,  vocalista do Keane (Somewhere Only We Know / Everybodys Changing). Não costumo me interessar muito por trabalhos solos de vocalistas, mas dar uma chance ao Tom foi uma das minhas melhores escolhas do ano.
     
Entender que esse álbum foi escrito pelo próprio Tom é um passo importante para reconhecer a intensidade dele. As letras discorrem sobre seus problemas com a fama, drogas, depressão e a relação com sua família. Em entrevistas, ele revela como esse álbum foi não somente como um ato de liberdade musical, algo que não poderia ser feito com a banda, mas também como foi algo que o salvou de si mesmo.

Dentre minhas faixas preferidas, destaco The River. É uma das mais animadas do álbum, é tem um pop bem puxado para o que conhecemos do Keane; Hardened Heart, um dos singles do trabalho, ganham tanto em sonoridade e letra e -mano, temos os solos do Tom- .  Já Quicksand é uma canção dedicada à sua filha, faixa que para mim tem a melhor sacada de letra, pois não é uma música clichê; é como se fosse um prenúncio de como o mundo é duro e cruel, mas que ela sempre teria alguém para "puxá-la" de volta.


Já pelos confins do Youtube conheci esse simpático carinha chamado Goody Grace. O som dele é um hip hop bem puxado para o pop e as letras dele são muito boas. Ele é aquele típico artista de Soundcloud que merecia mais reconhecimento na mídia, apesar de já ter parcerias com caras como Gnash  e Jesse Rutherford The Neighbourhood. Girls in the Suburbs Singing Smiths Songs foi a primeira coisa que ouvi dele e é uma daquelas canções que você ouve umas cinquenta vezes sem perceber. Two Shots e So, What does this all mean?  são outras canções com sonoridades bem diferentes entre si, mas que merecem ser ouvidas. Que a mídia mainstream cuide bem desse garoto. 

Gracie Abrams é também uma dessas artistas que merecem seu lugar ao Sol. Da Califórnia, seu som folk lembra bastante algo entre Birdy e Daughter. Sua voz é linda, e uma das melhores músicas para perceber isso é And she will miss you. Merecem atenção também  I Kinda miss you e Deep Red.


EDEN (Ou The Eden Project) é o nome do trabalho artístico de Jonathon NG, um irlandês com uma voz grave maravilhosa. O som do cara é uma mistura entre indie, hip hop e eletrônica, reunidos em diversos EPs já lançados por ele. A Lorde deusa rainha do Nilo já admitiu seu amor pela canção Sex do cara. Gostaria de panfletar Wake Up e Rock + roll. É o tipo música que você tem vontade de colar na testa,

Fazia muito tempo que eu não escrevia sobre música °o°
Espero que tenham gostado, compartilhem o que andam ouvindo nesse mês \o/ 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo